PERNAMBUCO
Sigla: PE
Habitante: Pernambucano

Bandeira do Estado de Pernambuco

Região Nordeste
Pernambuco se localiza no centro-leste da Região Nordeste do Brasil. A beleza encontrada nos 187 km de litoral, aliada ao patrimônio de arquitetura colonial, atrai milhares de turistas. Suas praias, conhecidas internacionalmente, como as de Porto de Galinhas, Tamandaré e Ilha de Itamaracá, recebem visitantes durante todo o ano. 

Em Fernando de Noronha, antigo território federal que hoje pertence a Pernambuco, há controle de visitas para melhor preservação desse que é um verdadeiro santuário ecológico.

As cidades de Recife e Olinda, esta considerada patrimônio da humanidade pela Unesco, são as preferidas pelos turistas em época de carnaval. Em outros períodos do ano, Pernambuco também recebe milhares de pessoas: em junho, com as festas de São João de Caruaru, e durante a Semana Santa, com o espetáculo da Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém.

A economia do estado está ligada basicamente aos setores de serviços, como turismo, informática e medicina. Possui, na capital, um dos mais importantes pólos de informática do país.

O estado continua sendo respeitável produtor de cana-de-açúcar, feijão e milho, e abriga, em Gravatá, o segundo maior pólo floricultor do Brasil. A fruticultura é outra atividade econômica em expansão, com grande produção de uva, manga, melancia e banana. Com solo rico em calcário e granito, ainda se destaca na extração de recursos minerais, sendo o primeiro produtor nordestino de água mineral e o terceiro nacional.

Fatos Históricos
A capitania de Pernambuco foi entregue, em 1535, a Duarte Coelho, que fundou a vila de Olinda e iniciou a instalação dos primeiros engenhos de cana-de-açúcar. Durante o período colonial, a produção e exportação de açúcar trouxeram muita riqueza para a região, atraindo colonos europeus que construíram um dos mais ricos patrimônios arquitetônicos da época.

A invasão dos holandeses, no século XVII, provocou reações dos pernambucanos, que se uniram na luta por suas terras. 

Durante o século XVIII, houve crescimento da mineração e declínio das atividades canavieiras. Mas a monocultura canavieira perdura até as décadas de 30 e 40, ao lado da pecuária de subsistência e das atividades mercantis.

Nas décadas de 50 a 70, Pernambuco também foi beneficiado com incentivos fiscais do governo federal e recursos da Sudene - Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, que favoreceram a agroindústria do açúcar e do álcool, bem como os setores têxtil e turístico.

Dados Gerais

Localização: 
Área: 98.526,62 km²
População:  7.918.344
Relevo: planície litorânea com várzeas e lagos, planalto no centro e depressões a Oeste e Leste
Ponto mais elevado: serra da Boa Vista (1.195 m)
Rios principais: São Francisco, Capiberibe, Ipojuca, Una, Pajeú, Jaboatão
Vegetação: mangues no litoral, zona da mata de floresta tropical e agreste com caatinga
Clima: tropical atlântico no litoral e semi-árido no interior
Hora local: Horário de Brasília
Capital: Recife
Habitante: recifense
População: 1.422.905
Data de fundação: 12/3/1537

Dados estatísticos, governo, economia, saúde, transportes, telecomunicações, visite os sites
www.pernambuco.gov.br
e www.ibge.gov.br

Saiba mais sobre outros estados ....

Voltar


© Copyright 2001-2005. Gen Produções Culturais Ltda.
Todos os direitos reservados.