M
E
N
U
<<

Com o passar dos anos uma série de relatos concordantes ou similares surgiu descre- vendo um tipo mais sério de contato imediato: a abdução, ou o rapto de seres humanos por alienígenas. Os relatos variam, contendo descrições de encontros sexuais, experiências laboratoriais a que os alienígenas submeteram os humanos, inclusive engravidando mulheres e depois retirando os fetos em abduções subseqüentes. Com a intensa divulgação por parte da mídia surgiram também fenômenos sociológicos relacionados, patologias psicológicas que levam pessoas que nunca tiveram contatos reais com alienígenas a fantasiarem relatos semelhantes, por razões diversas que vão de problemas mentais a interesses financeiros.

Alguns relatos traduzem abduções aleatórias, mas o fato de terem sido encontrados pequenos implantes metálicos e de outros materiais em partes do corpo das vítimas sugere que estão sendo monitoradas, e há possibilidades de futuras abduções. Alguns relatos, embora mais raros, falam de abduções seguidas durante anos, e procedimentos complexos como retirada de óvulos, inseminação de mulheres e coleta posterior de fetos híbridos.
As estatísticas dos relatos informam que a maioria dos abduzidos entretanto, são homens jovens, de classe social e grau de instrução variado, em geral em trânsito por locais desertos, e a grande maioria dos raptos é uma experiência solitária, poucos casos de grupos de pessoas raptadas foram descritos.

Certas características são freqüentes nos relatos de abdução:

Tempo perdido: as pessoas poderiam estar em deslocamento, ou dormindo, e quando voltam à consciência notam que se passaram várias horas, até mesmo dias, dos quais não conseguem se lembrar. Esta lacuna de memória seria causada pelos alienígenas, e estas pessoas sob hipnose conseguem recuperar memórias do tempo perdido, mas sempre de forma fragmentada e não linear, são flashes de memórias e cenas que eles têm dificuldade em correlacionar para organizar o relato da abdução.

Medo irracional: estas pessoas, devido ao trauma das experiências que não estão na memória consciente, desenvolvem medos irracionais de lugares semelhantes ao do rapto, ou de fatores semelhantes às experiências por que passaram, por exemplo, terror de exames médicos.

Distúrbios de sono: todos os abduzidos têm distúrbios graves de sono, demorando a adormecer e acordando com freqüência, ao acordar sentem-se tontos, têm formigamentos e paralisias. Sonhos com as experiências passadas e medo de adormecer e ser levado novamente podem levá-los a desenvolver quadros psicóticos graves, ataques de pânico e depressão, que os classificam no grupo de Distúrbio de Stress Pós Traumático. Exames laboratoriais em geral mostram alterações sanguíneas, compatíveis com contato com radiação.

Hemorragia: muitos relatam ao acordar de haver manchas de sangue no travesseiro, o que pode ser um efeito da implantação de pequenos objetos rastreadores usados pelos alienígenas.

Marcas corporais e seqüelas: vários tipos de lesões corporais foram relatados: perfurações de agulhas, cortes completamente cicatrizados, manchas, hematomas e depressões onde foi retirado tecido. Depois do retorno, várias vítimas desenvolvem doenças oculares e problemas de pele de difícil diagnóstico, e dores de cabeça que podem estar relacionadas com os implantes.

Topo página

© Copyright 2002 - Gen Produções Culturais Ltda. 
Todos os direitos reservados